30 de janeiro de 2010

(G. K. Chesterton)

"As pessoas geralmente brigam porque não conseguem argumentar."
(G. K. Chesterton)

27 de janeiro de 2010

Uma perspectiva sobre a dor - Amy Lynn Lee


Pessoal segue um post da Amy Lee não só sobre o Haiti, mas sobre a dor em si do ser humano e achei muito legal. Eu adoro muito a Amy Lee não somente pelas músicas, mas por esse conteudo emocionante que ela carrega.

"Hey pessoal. Eu postei neste blog no EvClub ontem à noite, e eu só pensava que deveria ser aqui também...

A dor é uma parte grande da vida. É a única coisa que nos traz a terra, que nos mantém firmemente ligados uns aos outros. Eu nunca me senti mais próximo das pessoas do que em tempos de grande tristeza e angústia, e eu acho que é isso que nos liga, pessoas de todo o mundo, para as pessoas no Haiti agora. Nós somos as mesmas criaturas com o mesmo coração, e tão forte como nós podemos sentir, por vezes, estamos completamente impotentes para os defeitos do mundo. Coisas ruins acontecem. Às vezes, essa culpa não é de ninguém. Mas a dor que sentimos nos deve fazer melhor.... mais sensível aos outros e mais conscientes do nosso próprio impacto em suas vidas. Não importa o que nós damos, as pessoas ao redor do mundo vai machucar apenas como nós fazemos. Mas talvez esse é o ponto, e apenas por nós para tentar se conectar para que a dor em vez de eliminá-la, é o que nos torna humanos. Obrigada, a todos vocês, pela doação generosa do jeito que eu sei que muitos de vocês têm. Às vezes é preciso algo como isso para colocar tudo em perspectiva. A próxima gravação- incrível. Tão animada sobre ela. Mas realmente, em grande escala, quem se importa. Há pessoas morrendo em nossa volta, tanto emocional como literalmente. Esse sentimento é exatamente o que me fez começar a escrever a música e poesia, em primeiro lugar, como uma criança. Então, novamente, para mim esse é o ponto, a razão, a ligação. Precisamos uns dos outros, pura e simples. Então, (exalação profunda de libertação emocional) sobre a canção- Como a maioria de vocês sabem, "Together Again" é uma canção escrita durante a era Open Door. Eu sempre amei isso e queria encontrar a casa perfeita para ela. Ela não estava em casa no filme de Nárnia, ela não pertence ao The Open Door, e de todos os outros opps sem nome que surgiu no meio então e agora ele não se encaixava lá também. A gravação que você está ouvindo foi feita em 2005-6, juntamente com o restante da gravação. Cerca de uma semana atrás (dois dias depois de ouvir sobre os recentes acontecimentos no Haiti) Josh acordou (antes de mim, como de costume) e me disse que ele pensou que talvez este era o lugar onde a canção pertencia. Eu estava primeiramente cética sobre a minha capacidade de colocar todas as peças juntas e torná-la realidade, mas acho que todos à minha volta era apenas desejam uma forma de ajudar também. Meu gerente, Andy, imediatamente pulou a bordo e começou a fazer chamadas. Minha gravadora concordou em doar a sua parte, a minha editora fez o mesmo, mesmo Ted Jensen (que é um masterizador bem conhecido) cortar a taxa para baixo para quase nada por isso foi muito rápido e fácil para a música terminar. Tenho muito orgulho de dizer que todo o dinheiro que é doado para o download de nossa música, exceto para a taxa de transação de cartão de crédito vai para o Haiti. É uma maneira legal para pensar nisso- talvez a razão que nunca se encaixam em nenhum outro lugar é porque ela pertencia aqui, o tempo todo, para o efeito. Espero e acredito que estamos a fazer uma diferença real juntos. Obrigada pessoal novamente, para se importar, para me ouvir, e apenas por serem fãs. Obrigado... para aqueles que não importam quanta dor que você sentiu, ainda permanecem fortes o suficiente para sentir mais.

com amor, Amy"

25 de janeiro de 2010

John Erskine

"Precisamos dizer aos jovens que os melhores livros ainda serão escritos; as melhores pinturas ainda serão realizadas; os melhores governos ainda serão formados; o melhor ainda está por ser realizado por eles".

[John Erskine]

18 de janeiro de 2010

Qual a diferença?


O melhor ginecologista:
Devia ser chamado de o melhor ser humano...
Uma mulher chega apavorada no consultório de seu ginecologista e diz:
- Doutor, o senhor terá que me ajudar num problema muito sério. Este meu
bebê ainda não completou um ano e já estou grávida novamente. Não quero
filhos em tão curto espaço de tempo, mas num espaço grande entre um e
outro...
O médico então perguntou: Muito bem... O que a senhora quer que eu faça?
A mulher respondeu: Desejo interromper esta gravidez e conto com a
sua
ajuda.
O médico então pensou um pouco e depois de algum tempo em silêncio disse
para a mulher: Acho que tenho um método melhor para solucionar o problema. E
é menos perigoso para a senhora.
A mulher sorriu, acreditando que o médico aceitaria seu pedido.
Ele então completou: Veja bem minha senhora, para não ter que ficar com dois
bebês de uma vez, em tão curto espaço de tempo, vamos matar este que está em
seus braços.
Assim, a senhora poderá descansar para ter o outro, terá um período de
descanso até o outro nascer.
Se vamos matar, não há diferença entre um e outro. Até porque sacrificar
este que a senhora tem nos braços é mais fácil, pois a senhora não correrá
nenhum risco...
A mulher apavorou-se e disse: Não doutor! Que horror! Matar um criança é um
crime.
Também acho minha senhora, mas me pareceu tão convencida disso, que por um
momento pensei em ajudá-la. O médico
sorriu e, depois de algumas
considerações, viu que a sua lição surtira efeito.
Convenceu a mãe que não há menor diferença entre matar a criança que nasceu
e matar uma ainda por nascer, mas já viva no ventre materno.

O CRIME É EXATAMENTE O MESMO!!!!!

Ele não pediu para nascer, mas uma coisa ele sabe, você é a unica coisa que ele tem e a mais importante para ele, porque sem você ele nao pode viver.

15 de janeiro de 2010

Albert Eistein e Deus

Rosa de Saron - O sol da meia-noite


É estranho e difícil
Te dizer que está tudo bem
Se há alguma coisa,
Então venha entender
O quanto só você
Pode dar um simples passo de cada vez

O Sol da meia-noite
Aqui existe você,
Pense, pare e veja que o amor rexiste
Olhe, prova, sente, toca

É Deus que te faz entender toda poesia
E torna mais valiosa a vida
E prova que ainda da pra ser feliz
Apenas atenda quem chama

E perceba
Que so Ele pode compreender o seu interior
E a suas dores afastar, o seu sonho realizar, a sua vida transformar
Basta que você entenda

Que é Deus e te faz entender toda poesia
E torna mais valiosa a vida
E prova que ainda dá pra ser feliz
Apenas atenda quem chama

E peça que nessa noite Ele te toque, cure toda suas feridas
E vele o sono e espere acordar
Amanhã será um novo dia

12 de janeiro de 2010

Comandante do 1º Esquadrão - Sant'Ana do Livramento‏

Atenção nunca é demais, Devemos estar sempre atentas!

1. Se um dia você for jogada dentro do porta-malas de um carro, chute os faróis traseiros até que eles saiam para fora, estique seu braço pelos buracos e comece a gesticular feito doida.
O motorista não verá você, mas todo mundo verá.
Isto já salvou muitas vidas.

2. Os três motivos pelos quais as mulheres são alvos fáceis para atos de violência são:

a. Falta de atenção.
-Você TEM que estar consciente de onde você está e do que está acontecendo em volta de você.

b. Linguagem do corpo.
-Mantenha sua cabeça erguida, e permaneça em posição ereta, jamais tenha uma postura "frágil".

c. Lugar errado, hora errada.
- NÃO ande sozinha em ruas estreitas, nem dirija em bairros mal-afamados à noite.

NUNCA FAÇA ISSO!

As mulheres têm a tendência de entrar em seus carros depois de fazerem compras, refeições, e sentarem-se no carro (fazendo anotações em seus talões de cheques, ou escrevendo em alguma lista, ou ainda conferindo o ticket de compra). NÃO FAÇA ISSO!

O bandido estará observando você, e essa é a oportunidade perfeita para ele entrar pelo lado do passageiro, colocar uma arma na sua cabeça, e dizer a você onde ir.

No momento em que você entrar em seu carro, trave as portas e vá embora, não fique ajeitando o cabelo, ou passando batom...

3. Algumas dicas acerca de entrar em seu carro num estacionamento ou numa garagem de estacionamento:

a. Esteja consciente: olhe ao redor, olhe dentro de seu carro, olhe no chão dianteiro e traseiro de seu carro, olhe no chão do lado do passageiro, e no banco de trás.

b.Se ao lado da porta do motorista do seu carro, estiver estacionada uma Van Grande, entre em seu carro pela porta do passageiro.
A maioria dos assassinos que matam em seqüência atacam suas vítimas empurrando-as ou puxando-as para dentro de suas Vans na hora em que as mulheres estão tentando entrar em seus carros.

c. NUNCA deixe para procurar as chaves do seu carro, quando estiver parada em frente a porta dele.

Diriga-se ao veículo com a chave em punho, pronta para abrir a porta e dar a partida. Observe os carros ao lado do seu.

Se uma pessoa do sexo masculino estiver sentado sozinho no assento do carona do carro dele que FICA mais próximo do seu carro, você fará bem em voltar para o shopping, ou para o local de trabalho, e pedir a um segurança ou policial para acompanhar você até seu carro.

É SEMPRE MELHOR ESTAR A SALVO DO QUE ESTAR ARREPENDIDO, não tenha vergonha de pedir ajuda.

4. Use SEMPRE o elevador ao invés das escadas.
(Escadarias são lugares horríveis para se estar só, são lugares perfeitos para um crime).
As mulheres, estão sempre procurando ser prestativas.


PARE COM ISSO!

Essa característica poderá resultar em que você seja assassinada!

Um assassino seqüencial, homem de boa aparência, com boa formação acadêmica, declarou em seu depoimento que SEMPRE explorava a simpatia e o espírito condescendente das mulheres. Ele andava com uma bengala ou mancava, e conseqüentemente pedia 'ajuda', para entrar ou sair de seu carro, e era nesse momento que ele raptava sua próxima vítima.

Durante o dia, ande de óculos escuros. O agressor nunca saberá para onde você esta olhando.

Celular: só em lugar seguro.
Gostaria que você encaminhasse este e-mail a todas as pessoas que você conhece.

O mundo em que vivemos está cheio de gente louca, vamos nos ajudar!

9 de janeiro de 2010